Notícias » Polícia Ambiental coíbe pesca predatória no lago da Usina

Publicado em 10/04/2014

A Polícia Militar Ambiental de Telêmaco Borba fez uma fiscalização na região da Usina Hidrelétrica Mauá, instalada no rio Tibagi, com o objetivo de coibir a pesca predatória no reservatório e proteger a área contra invasões e degradação ambiental.

A ação foi possível graças a um convênio firmado entre a PM e a Copel, que cedeu veículos, barcos, combustível, materiais de trabalho e imóveis para servirem de base operacional da instituição. Em contrapartida, a PM realiza fiscalização permanente nas usinas e outras áreas de proteção ambiental mantidas pela Companhia.

Balanço

Dois policiais percorreram 60 quilômetros ao redor do lago da Usina Mauá e em estradas da região, durante mais de 11 horas, nos dias 4 e 5 de abril. O patrulhamento resultou na apreensão de 2.809 metros de rede de pesca e mais 250 metros de espinhel. Segundo a PM, esse trabalho deve acontecer periodicamente e também tem o intuito de despertar a consciência ambiental da população.

A PM informa ainda que os pescadores amadores podem usar somente caniço simples ou vara com molinete ou carretilha, desde que limitem a quantidade de peixes embarcados e obedeçam rigorosamente o tamanho mínimo de captura. Já para o pescador profissional é proibida a pesca profissional com redes e tarrafas nos lagos, reservatórios e represas do Paraná.